Comunicação:

Homossexualidade

Olá visitante!

Você chegou a esta página procurando informações sobre “Homossexualismo“? Que bom! Aqui reunimos (e sempre atualizaremos) algumas questões acerca do que é homossexualismo, o que é ser homossexual ou ter desejos e sentimentos homossexuais.

Homossexualismo é a mesma coisa que homossexualidade?

Mais ou menos. É importante saber que muitos estudiosos e pessoas homossexuais estão preferindo usar o termo homossexualidade ao invés de “homossexualismo“, sabe por que? O termo homossexualismo foi criado numa época em que as pessoas ainda não entendiam certos aspectos da sexualidade e fizeram muitas suposições baseadas em preconceitos que se revelaram erradas depois. Um desses conceitos equivocados é de que que homossexualidade (na época, homossexualismo) seria uma característica patológica (uma doença). Para evitar esses significados negativos, hoje é recomendável usarmos a palavra homossexualidade, que significa apenas uma das possibilidades da sexualidade humana. Utilizamos o termo “homossexualismo” neste texto apenas porque é essa a palavra que as pessoas usam quando ainda não conhecem bem o assunto e pesquisam por ela para saber mais sobre isto na Internet. Agora que você já aprendeu, prefira usar o termo homossexualidade.

Para saber mais sobre este e outros termos consulte nosso dicionário aqui.

Homossexualismo/Homossexualidade é doença?

Não é doença. Ser homossexual é uma condição normal de uma parcela da população. Na verdade acredita-se que em todas as populações humanas um percentual relativamente constante tem desejos sexuais e afetivos por pessoas do mesmo sexo. Ao contrário do que já se pensou no passado, hoje sabe-se, que ser homossexual não é causado por traumas de infância ou problemas familiares. Homossexualismo também não é causa de sofrimento: existem milhões de homossexuais felizes e vivendo plenamente suas vidas. No entanto, devemos saber que o preconceito este sim, causa sofrimento e por conta do preconceito muitos homossexuais sofrem violência, discriminação, são rejeitados pela família, ficam deprimidos, etc. Algumas pessoas alegam que homossexualismo leva diretamente ao sofrimento, bom, isto é uma mentira. O preconceito contra homossexuais, também chamado de homofobia é que causa sofrimento ao homossexuais e não o fato deles serem como são.

Por perceberem isso e entenderem que não há nada de patologia (doença) no homossexualismo que no início da década de 70 as associações de profissionais de saúde mental, inclusive a Organização Mundial de Saúde, decidiram que a homossexualidade não é um distúrbio e a retiraram de manuais. O Conselho Federal de Psicologia, por exemplo, proíbe que algum psicólogo queira “curar” alguém de sua homossexualidade.

Homossexualismo/Homossexualidade é anti-natural?

Não é anti-natural. Um argumento muito comum é que homossexualidade não é natural. Primeiro é preciso pensar que não baseamos nossas decisões morais, culturais e afetivas no que os outros animais fazem. Mesmo assim, para os mais preocupados, é possível encontrar comportamento homossexual em diversas espécies animais, como pingüins, chipanzés bonobos, golfinhos, baleias, girafas, etc. Ao contrário também do que alguns argumentavam no passado, alguns deste animais escolhem como parceiros outros do mesmo sexo mesmo quando há fêmeas disponíveis para acasalamento. E essas uniões podem ser duradouras, alguns vivem com o mesmo parceiro toda vida.

Homossexualismo/Homossexualidade é opção?

Não é opção. Ninguém escolhe sentir desejos e sentimentos homossexuais. Basta pensarmos no preconceito que ainda existe em nossa sociedade para pensar que não existiria muito sentido alguém escolher uma sexualidade menos comum que a heterossexualidade. Também ninguém “vira” homossexual, como quem decide ir ao cinema. O que acontece é que todos somos criados para sermos heterossexuais, os pais a principio esperam que o filho se interesse por pessoas do sexo oposto, mesmo os que se percebem com desejos homossexuais. Logo, leva um tempo para reconhecer e admitir esses sentimentos para si mesmo e para os outros. Por isso, é comum ficarmos sabendo que alguém “virou” gay, quando na verdade estamos falando de alguém que assumiu seus desejos.

Não se sabe o que faz uma pessoa ter desejos heterossexuais (pelo sexo oposto), homossexuais (pelo mesmo sexo), ou bissexuais (pelos dois sexos). As pesquisas indicam que esses desejos se estabilizam desde cedo e tendem a permanecer os mesmos por toda a vida. E principalmente, que a pessoa não escolhe qual sexo ela irá desejar se relacionar sexual e afetivamente.

Homossexualismo/Homossexualidade é crime?

Não. No Brasil a homossexualidade não é crime. Homossexuais não podem ser presos por serem o que são ou por demonstrarem seu afeto socialmente do mesmo jeito que casais heterossexuais o fazem. Uma garota não pode ser presa por passear de mãos dadas com a namorada ou ou rapaz por beijar o namorado.

Na verdade é crime a discriminação e a violência de forma geral. Alguns estados e municípios já possuem legislação própria para punir preconceito contra homossexuais. Infelizmente não existe uma lei federal que trate especificamente da homofobia, o preconceito contra homossexuais, mas existe uma proposta do Projeto de Lei da Câmara 122/2006, que criminaliza a homofobia, para ser votada.

Homossexuais (gays) querem virar mulher? Lésbicas querem ser homens?

Não. Existem sim gays que possuem gestos femininos e as lésbicas com jeito masculino, em diversos graus, e não há nada de errado com isso, são apenas formas de expressar-se. Mas esta é apenas uma parcela das muitas possibilidades de agir entre homossexuais. Muitos gays e lésbicas são homens e mulheres com comportamento igual a de outros homens e mulheres heterossexuais. Não dá para saber se alguém é gay só de olhar. Homossexualismo (ou homossexualidade) não é uma característica física, ou uma forma de agir, falar ou vestir, é apenas uma orientação do desejo afetivo e sexual por pessoas do mesmo sexo. Por exemplo, um rapaz com gestos femininos pode ser heterossexual (gostar apenas de meninas) e um outro rapaz másculo, estilo bad boy, pode gostar apenas de outros homens (sendo portanto, homossexual). Do mesmo jeito que existem heterossexuais que se comportam de diversas formas diferentes, existem homossexuais que agem cada um de seu jeito.

Mas é importante observar que existem também os transgêneros, que possuem comportamentos (travestis) ou sente-se (transsexuais) como pessoas do sexo oposto ao quais nasceram. Mas isto não é uma questão de orientação sexual (as formas de desejo homossexual, heterossexual e bissexual) mas sim uma questão de identidade de gênero (como essas pessoas se percebem pertencendo a um sexo ou se identificando com um gênero). Você sabia que existem transgêneros tanto homossexuais, quanto bissexuais e heterossexuais? Para saber mais sobre identidade de gênero, orientação sexual, leia em sexualidade.

Ainda com dúvidas? Veja mais dúvidas sobre sexualidade.